APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Democratize-se!

Eleições 2022: o que é preciso para votar no segundo turno?

Na contagem regressiva para as eleições deste ano, a Agência Mural preparou uma lista com tudo aqui que você precisa saber ou levar para registrar o voto

Image

Por: Jessica Bernardo

Notícia

Publicado em 29.09.2022 | 19:40 | Alterado em 17.10.2022 | 22:56

Tempo de leitura: 3 min(s)

Em 30 de outubro, 156 milhões de brasileiros voltam às urnas para votar no segundo turno das eleições 2022 para presidente e, em alguns estados, para governador. Mas você já sabe o que precisa levar para conseguir registrar o seu voto na urna eletrônica? A Agência Mural preparou uma lista para te ajudar nesta missão.

Documento oficial com foto

Para acessar a sua seção eleitoral, você precisa apresentar um documento de identificação oficial com foto. Ele pode ou não ser o título de eleitor impresso.

Também são aceitos o e-Título (se estiver com foto), a carteira de identidade ou de motorista, o certificado de reservista, a carteira de trabalho, o passaporte e até mesmo a identidade funcional emitida por um órgão de classe.

Título de eleitor digital poderá ser usado @Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Os documentos podem ser usados mesmo que estejam com a data de validade expirada. E fique atento: certidões de nascimento ou de casamento não serão aceitos pelos mesários.

Atualize o e-Título

Se você quiser utilizar o e-Título como documento na sua seção eleitoral, lembre-se de baixar ou atualizar o aplicativo antes do dia 2 de outubro. No dia da eleição, a emissão da via digital do título de eleitor vai ficar suspensa.

Vale lembrar: apenas os eleitores que estão com a biometria em dia com a Justiça Eleitoral podem usar o aplicativo como documento de identificação. Também é importante conferir se a foto aparece no e-Título, sem ela você não será liberado para votar.

Cola com o número dos candidatos

A Justiça Eleitoral proibiu que os eleitores entrem na cabine de votação com o celular em mãos. Por isso, é importante anotar os números dos seus candidatos em um papel e levar na hora da votação. Assim, não há risco de esquecer os dígitos ou a sequência deles na hora que entrar na cabine.

Se ajudar, o site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) disponibiliza uma colinha para imprimir.

Ordem dos candidatos

Você vai votar para cinco cargos diferentes e é importante prestar atenção para não se confundir na hora de preencher os campos na urna eletrônica. Os cargos vão aparecer nesta ordem: deputado federal; deputado estadual ou distrital; senador; governador e presidente.

Os números dos candidatos a deputado federal têm quatro dígitos, já os deputados estaduais ou distrital (no caso do Distrito Federal) têm cinco dígitos. Os candidatos ao senado têm três dígitos. Políticos que disputam a vaga de governador ou de presidente têm números com dois dígitos.

A ordem dos campos na urna eletrônica não pode ser alterada, por isso confira se você preencheu o número correspondente antes de confirmar. Caso você perceba que confundiu algum número, aperte a tecla “corrige” e digite novamente. A urna eletrônica só passa para a próxima tela depois que você confirmar o voto.

Local de votação

Se essa é a sua primeira eleição, ou se você mudou de endereço e ainda não sabe onde vai votar, é possível conferir o local de votação no site do TSE.

É só clicar na aba “Eleitor e Eleições”, na parte superior do portal e clicar em “Local de votação/zonas eleitorais” no menu “Eleitor”. Com isso, você será enviado para uma página para conferir as informações da zona e seção eleitoral.

Também dá para checar essa informação no WhatsApp do TSE e no aplicativo do e-Título.

Anotou tudo aí? Então agora é só esperar o dia da eleição e votar nos nomes que você quer que te representem pelos próximos quatro anos.

Para conferir os detalhes da apuração dos votos no dia 2 de outubro é só ficar de olho aqui no site da Agência Mural.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Jessica Bernardo

Jornalista, cria de uma família de cearenses. Apaixonada por São Paulo, bolos e banhos de mar. Correspondente do Grajaú desde 2017.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para republique@agenciamural.org.br

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.