APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Papo Reto No Zap

É falso que Ciro Gomes agrediu eleitores do PDT

Publicação utilizou imagens antigas e de outros contextos para criar uma narrativa falsa

Image

Por: Evelyn Fagundes

Verificação

Publicado em 07.10.2022 | 11:39 | Alterado em 21.10.2022 | 15:10

Tempo de leitura: 2 min(s)
Esta verificação foi produzida em parceria com a Lupa e com apoio do WhatsApp WhatsApp_Logo_1

Circula em grupos de WhatsApp em Guarulhos uma publicação feita no Twitter que afirma que Ciro Gomes (PDT) teria agredido com socos e pontapés seu eleitorado por conta de seu desempenho na campanha para o cargo à presidência. A publicação tinha mais de 32 mil curtidas e 3 mil compartilhamentos até o dia 6 de outubro.

Confira a verificação do conteúdo:

Imagens de outros contextos foram usadas para criar narrativa falsa que Ciro agrediu eleitores

URGENTE: Segundo boatos, o candidato a presidência Ciro Gomes acaba de ser detido na 25ª DP em Fortaleza, Ceará. Segundo testemunhas, o ex-candidato teria desferido socos e pontapés a eleitores de seu próprio partido devido ao desempenho em sua campanha. #Eleicoes2022

-Texto reproduzido de publicação no Twitter

O conteúdo analisado pelo projeto Papo Reto no Zap é falso. As imagens que aparecem no post foram publicadas originalmente anos atrás, em contextos distintos. Além disso, a publicação não teve autoria do Choquei, portal de notícias com conta verificada no Twitter, mas foi feita por outro usuário — que modificou seu nome e foto de perfil.

A primeira foto, da esquerda para a direita, foi retirada de um vídeo que foi publicado em 2019. Na ocasião, segundo apuração feita pelo Jornal Correio naquele ano, Ciro estava saindo de um restaurante quando pessoas gritavam ofensas a ele e o político respondeu com “Bolsonaro é ladrão”.

Já a segunda imagem do post foi publicada em uma reportagem feita pelo G1 em 2016 sobre a greve de policiais civis no Ceará, e não está relacionada ao político do PDT.

A postagem manipulada afirma que Ciro “acaba de ser detido”, mas, tendo em vista que o post foi publicado às 19h57 e as imagens aparentam terem sido feitas com a claridade do sol, se reforça também pelo horário que as fotos não fazem parte da narrativa criada no tweet.

Além disso, pouco mais de uma hora depois desse horário, Ciro Gomes estava presente em uma coletiva de imprensa em Fortaleza em que iniciou, perto das 21h15, seu pronunciamento oficial sobre o primeiro turno.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Evelyn Fagundes

Jornalista em formação pela PUC-SP, instituição onde desenvolve sua pesquisa sobre as obras do Racionais MC's. Mãe de pet e planta, canceriana e apaixonada por música. Correspondente de Guarulhos, na Grande São Paulo, desde 2022.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para republique@agenciamural.org.br

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.

Nenhum campo encontrado.