APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

apoie@agenciamural.org.br

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

Projeto Escola de Cidadania chega à Cidade Ademar, na zona sul

A Escola de Cidadania de Cidade Ademar e Pedreira, na zona sul, foi inaugurada no dia 13 de agosto, com sala cheia. Aproximadamente 100 moradores compareceram à aula sobre “Ética e Cidadania”, ministrada pelo professor da USP (Universidade de São Paulo), Clóvis de Barros Filho.

Image

Por: Redação

Publicado em 22.08.2016 | 17:19 | Alterado em 22.08.2016 | 17:19

Tempo de leitura: 2 min(s)

A Escola de Cidadania de Cidade Ademar e Pedreira, na zona sul, foi inaugurada no dia 13 de agosto, com sala cheia. Aproximadamente 100 moradores compareceram à aula sobre “Ética e Cidadania”, ministrada pelo professor da USP (Universidade de São Paulo), Clóvis de Barros Filho.

Fruto da mobilização de organizações civis e um grupo de voluntários, a Escola de Cidadania da região vinha sendo pensada desde 2014. “Estamos trabalhando há dois anos para que esta escola fosse inaugurada”, explicou o articulador Airton Goes.

O curso da Escola é gratuito e tem duração de um ano. A cada encontro quinzenal um novo tema vai ser apresentado aos alunos. A próxima aula, por exemplo, será sobre “revoltas populares na história do Brasil”.

Ao final, os alunos que comparecerem a 75% das aulas e fizerem um trabalho de conclusão receberão certificado válido como curso de extensão, dado pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

A professora aposentada Maria Helena, 66, soube da Escola de Cidadania na missa – as aulas serão dadas no salão da Igreja Cristo Ressuscitado – e se inscreveu. “A aula foi maravilhosa, excelente, eu recomendaria a todos”, comentou.

Escola de Cidadania

A primeira Escola de Cidadania foi inaugurada há cinco anos, na zona leste.  Hoje, existem 14 – nove na capital, uma em Embu das Artes, uma em Guarulhos, uma em Mogi das Cruzes, uma em São José dos Campos e outra em Jundiaí (veja relação completa abaixo).

Em todas elas, as regras são as mesmas, a organização é voluntária e os professores convidados não cobram nada pelas palestras, sempre voltadas para as áreas política, social e de cidadania.

“O surgimento da primeira Escola de Cidadania foi como que a luz que faltava no fundo do túnel. Seu efeito, embora ainda lento, vai sendo como o do dominó, em cadeia, estimulando a formação de outras escolas”, diz Mônica Lopes, que trabalha na formação e no suporte às necessidades das escolas.

Luiz França, articulador da escola da zona leste, revela um dos segredos do projeto. “Os alunos devem sair daqui e repassar as informações [que receberam]”, explica.

Para Mônica, este projeto é fundamental para o desenvolvimento do senso crítico da população. “Nada é mais oportuno do que aprender a pensar a Política com olhos de quem sonha um mundo diferente. Onde haja lugar para todas e todos. Onde o interesse seja apenas pelo bem de todos. Essa utopia existe e é isso que essas Escolas fazem a gente entender. Um mundo novo é possível”, conclui.

As Escolas

Zona sul: Escola de Cidadania da Zona Sul Santo Dias; Escola de Fé e Politica da Região Ipiranga*; Escola de Cidadania da Cidade Ademar e Pedreira.

Zona leste: Escola de Cidadania da Zona Leste – Pedro Yamaguchui Ferreira; Escola de Cidadania de Sapopemba; Escola de Cidadania de Itaquera*; Escola de Fé e Politica Waldemar Rossi (Belém)

Zona norte: Escola de Fé e Politica Dom Paulo Evaristo*

Zona oeste: Escola de Cidadania da Zona Oeste – Butantã

Outras cidades: Escola de Cidadania de Mogi das Cruzes; Escola de Fé e Politica de Guarulhos; Escola de Politica e Cidadania de São José dos Campos; Escola de Cidadania de Embu das Artes*; Escola de Fé e Política de Jundiaí; *Escolas que não funcionaram em 2016

*Foto: Divulgação

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para republique@agenciamural.org.br

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.